Skip to content

Jornal do Comercio

Jornal-do-Commercio

Telas carregadas de emoção

Márcia Erthal

Do jornal do Commercio

O Saguão de Artes do Hotel Intercontinental São Paulo recebe, até 4 de junho, a primeira exposição individual no Brasil da artista plástica Fer Veriga. Suas obras, no estilo neo-expressionista, são carregadas de emoção e trazem contrastes dramáticos em cores vibrantes. É visível a influência de diversas culturas.

Várias obras baseiam-se em memórias de viagens e outras foram produzidas in loco no exterior, em países como África do Sul, Austrália, Estados Unidos, França, Índia, Inglaterra e Japão.

“Se tiver que descrever o meu trabalho, poderia dizer que se encaixa com as características dos expressionistas, ou dos pós-impressionistas. Acontece que esse movimento já passou na história da arte, mas sobraram as características, por isso classifico como neo-expressionista. Por outro lado, acho que apenas o tempo poderá classificar o trabalho de uma época. No próximo século, terão uma nomenclatura para tudo o que é contemporâneo hoje”, explica Fer Veriga.

Sobre as influências que recebe, a artista é enfática. “Na verdade, não ‘deixo’ impregnar. O momento da pintura é tão sutil que qualquer coisa influencia, até mesmo a cor da parede do ambiente onde executo uma obra. Falam muito da influência de outras culturas no meu trabalho devido a minha vida meio nômade”, diz.

Fer Veriga começou a carreira ‘profissional’ de artista plástica em Nova York já tendo viajado bastante antes disso. Conheceu lugares tão distintos como Cuba, Rússia e África do Sul, Egito, Índia e até mesmo Hong Kong. Passou cinco meses na Espanha, dois anos na Inglaterra e é casada com um australiano.

“Meus amigos são, além dos brasileiros, suecos, japoneses, sul-africanos, enfim estou constantemente trocando experiências com pessoas que vieram de formações muito diferentes da minha e isso fica impregnado na nossa alma. Não dá pra não misturar tudo na hora de trabalhar. Existe também muito trabalho feito in loco. Acho isso muito importante quando quero realmente capturar a essência de um lugar”, ressalta Fer Veriga.

O que mais a satisfaz é a pintura, mas gosta muito de desenhar. “Também trabalho com aquarela e, na verdade, até uma caneta Bic é suficiente na hora que preciso pôr uma idéia no papel. Quando era adolescente, fazia escultura. Ganhei um prêmio de escultura na areia quando tinha 12 anos. Tomei aulas no Museu Brasileiro da Escultura, o Mube, durante férias escolares e me distraía nas aulas esculpindo giz de lousa. Por algum motivo isso ficou no passado, mas quem esculpe percebe a influência tridimencional que ficou nas minhas telas”, revela Veriga.

Serviço

Fer Veriga 2006

Saguão das Artes do Hotel Intercontinental São Paulo

Alameda Santos, 1.123 – Cerqueira Cesar – São Paulo

Telefone: (11) 3179-2600

Diariamente, das 9h às 20h

Entrada franca

Até 4 de Junho

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: